Citacao.net | O Site da Citações

Citações de Carlos Drummond de Andrade




A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.

A confiança é um acto de fé, e esta dispensa raciocínio.

A educação para o sofrimento, evitaria senti-lo, em relação a casos que não o merecem.

A educação visa melhorar a natureza do homem o que nem sempre é aceite pelo interessado.

A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede.

A minha vontade é forte, mas a minha disposição em lhe obedecer é fraca.

As dificuldades são o aço estrutural que entra na construção do carácter.

As obras-primas devem ter sido geradas por acaso; a produção voluntária não vai além da mediocridade.

Cem máximas que resumissem a sabedoria universal tornariam dispensáveis os livros.

Como as plantas a amizade não deve ser muito nem pouco regada.

É menor pecado elogiar um mau livro sem o ler, do que depois de o ter lido. Por isso, agradeço imediatamente depois de receber o volume. Não há vida literária plenamente virtuosa.

Escritor: não somente uma certa maneira especial de ver as coisas, senão também uma impossibilidade de as ver de qualquer outra maneira.

Há certo gosto em pensar sozinho. É acto individual, como nascer e morrer.

Há duas épocas na vida, infância e velhice, em que a felicidade está numa caixa de bombons.

Há livros escritos para evitar espaços vazios na estante.

Há muitas razões para duvidar e uma só para crer.

Há vários motivos para não amar uma pessoa, e um só para amá-la; este prevalece.

Não é fácil ter paciência diante dos que têm excesso de paciência.

Não há como os bons sentimentos para estragarem um cidadão.

Necessitamos sempre de ambicionar alguma coisa que, alcançada, não nos torna sem ambição.

Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar.

O cofre do banco contém apenas dinheiro. Frustar-se-á quem pensar que nele encontrará riqueza.

O progresso dá-nos tanta coisa que não nos sobra nada nem para pedir, nem para desejar, nem para jogar fora.

Os homens são como as moedas; devemos tomá-los pelo seu valor, seja qual for o seu cunho.

Para a virtude da discrição, ou de modo geral qualquer virtude, aparecer em seu fulgor, é necessário que faltemos à sua prática.

Partido político é um agrupamento de cidadãos para defesa abstracta de princípios e elevação concreta de alguns cidadãos.

Perder tempo em aprender coisas que não interessam, priva-nos de descobrir coisas interessantes.

Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.

Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo.
Carlos Drummond de Andrade, Escritor Brasileiro





Biografia de Carlos Drummond de Andrade:

Profissão: Escritor
Nacionalidade: Brasileira
Nascimento: 31 de Outubro de 1902
Morte: 17 de Agosto de 1987

Descubra livros de Carlos Drummond de Andrade